Um espaço para sermos …circunstancialmente…

Tales Messias

 

 

Heráclito era um filósofo que viveu nos anos 540 a 480 a.c. Nasceu em Éfeso, na Ásia Menor. Uma de suas teorias interessantes é que ele chamava a atenção para o fato de que o mundo está impregnado por constantes opostos. Segundo Heráclito, se nunca ficássemos doentes, não saberíamos o que significa saúde. Se nunca tivéssemos fome não experimentaríamos a agradável sensação de sacia-la depois de uma refeição. Se nunca houvesse guerras, não saberíamos o valor da paz, e se nunca houvesse inverno não poderíamos assistir à chegada da primavera.

 

Tanto o bem quanto o mal são necessários ao todo, dizia Heráclito. Sem a constante interação dos opostos o mundo deixaria de existir.

 

Muito dessa idéia influencia nossa vida hoje. Por isso, regularmente, ouvimos as pessoas dizerem: “Só se dá valor a alguma coisa, quando a perdemos”; ou quando ainda dizemos que há mais harmonia numa relação entre opostos e, por isso, “os opostos se atraem”.

 

Essas idéias também influenciaram o mundo naquela época. A filosofia grega alcançou o mundo e disseminou o “pensar grego” por todo lugar. Isto incluía o mundo bíblico do Novo Testamento.

 

Havia uma discussão filosófica, da época dos filósofos pré-socráticos, que girava em torno da questão “De onde surgiu tudo? Qual o material subjacente que servia de origem pra tudo o mais?”

 

Para Heráclito, esta “alguma coisa” que era subjacente a tudo chamava-se “Deus” ou “logos”. Ele via que em todas as transformações e opostos da natureza havia uma unidade, um todo. Mas, “Deus” ou “logos”, era a base fundamental de tudo isso. Só que o “Deus” não se referia nem ao Deus dos judeus e nem aos deuses da mitologia grega.

Logos, para ele, era a “razão”. Ou seja, havia, para Heráclito, uma “razão universal” que regia o pensamento humano mesmo quando eles não pensavam de forma igual e que dirigia os fenômenos naturais.

 

Essa idéia filosófica era comum, divulgada e debatida na época de Jesus e seus discípulos. Por essa razão, talvez, de forma extremamente inteligente e pertinente, o apóstolo João começa seu evangelho afirmando:

“No princípio era o logos – logos – (o verbo). E o logos estava com Deus. E o logos era Deus… Todas as coisas foram feitas por intermédio dele e sem ele nada do que foi feito se fez” (João 1.1-3)

 

João, então, conhecendo a teoria de Heráclito, começou a exposição do evangelho a partir dela. Não demonizou a filosofia grega. Não rejeitou por completo. Soube expôr o evangelho a partir da cultura vigente. Ampliou-a, porém. Afirmou que não apenas o logos era subjacente a tudo e mantinha tudo. Foi além disso. Afirmou que nada seria feito, criado, se não fosse pelo logos.

 

E em todo o capítulo 1 do seu evangelho, apropriando-se da teoria de Heráclito, expõe quem Deus Filho é:

– A vida estava no logos;

– O logos estava no mundo;

– O mundo foi feito por intermédio do logos;

– Mas o mundo não conheceu o logos;

– O logos veio para o que era seu, mas os seus não o receberam;

– Mas a todos quantos receberam o logos, ele, o logos, deu-lhes o poder de serem feitos filhos de Deus;

– O logos se fez carne, habitou entre os homens e foi visto a Sua glória e era uma glória como a do Pai.

Com essa introdução, João identificava-se com a cultura popular de sua época. E, com isto, conseguia ser entendido. A partir daí apresentava a Jesus como o logos que os gregos procuravam. Heráclito afirmou que “deveria” existir uma “razão universal” subjacente a tudo. João respondeu quem seria essa razão, Jesus Cristo, que se fez homem, habitou entre nós, deu-nos o poder de sermos filhos de Deus, fez o mundo e trouxe vida sendo Ele próprio a vida.

 

Ao logos de João, toda a glória,

 

 

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: