Um espaço para sermos …circunstancialmente…

Tales Messias Ferreira

 

 

Grandes verdades são, por vezes, ilustradas em pequenos detalhes e momentos. Hoje, em dois acontecimentos, uma grande verdade “saltou aos meus olhos”. Nada novo. Mas, geralmente esquecida. Logo cedo assisti uma reportagem sobre o jovem Marcos Mena, ex-vocalista da banda LS Jack. No melhor momento da banda aquele jovem, por vaidade, quis submeter-se a uma lipoaspiração o que resultou numa parada respiratória de 20 minutos vitimizando ele a um sério distúrbio mental. Muitos deram a ele um final na carreira. Mas hoje, cinco anos depois, vi espantado ele lançar num programa da televisão seu novo CD e contar (ainda com fala e raciocínio lentos) emocionado como retornou a vida. Ele, para isso, precisou desdobrar-se em um grande esforço, voltou a ter aulas de música e canto, passou a praticar exercícios físicos diários e a se submeter a uma série de outras disciplinas com o intuito de exercitar a mente e o corpo. Nas palavras da mãe dele: “meu filho está melhor hoje do que antes da tragédia em sua vida”. Nas palavras dele mesmo no programa: “Deus me ajudou e eu voltei”.

 

Ainda hoje, durante a tarde, assisti a um filme extremamente sensível – por isso raro – e com uma mensagem riquíssima: Noites de Tormenta, todos tem uma segunda chance. A história do filme inteiro, com aguda sensibilidade, nos passa uma mensagem de que é possível retornar e reconstruir aquilo que julgávamos perdido e terminado. Nem sempre o recomeço vem pela reconciliação. Às vezes a separação é necessária para um novo começo. Outras vezes, são necessários humildade e perdão para que haja reconciliação e chance de se reconstruir uma história já tida como encerrada.

 

Esses dois momentos de meu dia me ensinaram muito. Me relembraram o que ando esquecendo. Trouxeram a mente o que tinha preterido. Me levaram novamente a pensar sobre o que tenho priorizado. Constrangeu meu coração a uma auto-avaliação de meus relacionamentos. Mais que isso, me fez questionar minhas motivações escondidas em cada relacionamento. Me desnudou para minha própria consciência.

Tudo isso ao final fez com que eu fosse dormir com muitas perguntas para minha alma: me questionando sobre o local que minha esposa ocupa em meu coração e vida; sobre se tenho sido pra minha filha um pai sensível e presente; sobre minha própria mente e como tenho dissensibilizado ela quando priorizo atividades ao invés de pessoas; sobre meu coração e alma avaliando que tipo de alimento tenho enviado a eles diariamente e sobre como tem sido minha espiritualidade a fim de que não corra o perigo de transformá-la em ritual ensinado, aprendido e reproduzido sem que seja um efervescer diário que brote a partir de momentos e fatos dos mais simples da vida transformados em profundas experiências de minha existência.

Por fim, como me ensinou o Marcos Mena e o filme, desejo que cada área de minha vida conheça a possibilidade divina de um novo começo, de uma mudança possível de rota, e que me leve sempre acreditar que há sim – a cada dia – disposição e disponibilidade em Deus para nos levar a um novo começo porque as misericórdias dEle se renovam a cada dia, como bem afirma o texto sagrado.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Comentários em: "“No fundo dos meus olhos, pra dentro da memória eu te levei…”" (2)

  1. Vítor disse:

    O Pava está fazendo uma Newsletter só para blogueiros e
    dessa vez é sério.

    Para entrar na lista basta me enviar um e-mail com seu Nome, E-mail e Endereço
    de Blog para:

     

    amigodopava@gmail.com

     

    Obrigado

  2. Leandro disse:

    Tales, eu não sabia que isto teria, ou melhor aconteceu na sua vida, mas saiba que apesar de tudo, fica aqui as minhas sinceras desculpas, por não poder lhe ajudar neste momento tão dificil, mas saiba que eu estou aqui para dividir todas as dores e todas as alegrias também, Tales, certo tempo eu estava lendo um livro e uma frase me chamou muita atenção e essa mesma eu levo pra minha vida toda.: " O que é mais valioso não é o que nós temos em nossas vidas, mais QUEM nós temos em nossas vidas ". E eu tenho TALES em minha vida, um cara muito determinado no que faz, apesar da distância, tenho vc literalmente como um grande amigo, um verdadeiro PAI, vc sabe que sempre tive esta carência, hoje eu sei o que ser um, e sei do mesmo jeito que Deus colocou a sua Princesa na tua vida, O nosso Deus também colocou Leandra em minha vida, para que possamos ter a responsabilidade e dignidade de um grande Pai, espero em Deus que ela siga o caminho dele, que é o único verdadeiro e acolhedor, e vou usar o pouco que vc, Tales Messias, me ensinou, por isso digo e repito vc é um grande exemplo a ser copiado, sei que não é perfeito, mas devemos procurar a todo instante a perfeição, não deixe ninguém dizer o contrário, vc é um grande servo dele, muito obrigado por vc existir e existir em minha vida, um grande abraço. Léo.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: