Um espaço para sermos …circunstancialmente…

Sou quem pude ser. Não quem eu gostaria de ter sido. Nem quem as pessoas gostaria que eu fosse.

Se eu fosse quem eu gostaria de ter sido, eu seria infante ainda. Posto que sempre quis não sofrer. Nem me machucar. Por isso, não crescer.

Se eu fosse quem eu gostaria de ter sido, ainda estaria mais interessado em futilidades.

Posto que futebol, filmes, carros e mulheres (como objetos sexuais) são bons assuntos. Mas, bem secundários.

Se eu fosse quem eu gostaria de ter sido, ainda estaria solteiro.

Posto que a dependência da solteirice é cômoda e atraente.

Se eu fosse quem eu gostaria de ter sido, não seria sincero.

Posto que hoje sou carinhoso com quem quero ser e não com quem esperam que eu seja.

Se eu fosse como as pessoas gostariam que eu fosse, eu seria mais sério.

Posto que sempre esperam que sejamos mais sisudos sobre determinados assuntos.

Se eu fosse como as pessoas gostariam que eu fosse, eu seria mais simpático.

Posto que sempre acham que somos mais sérios do que deveríamos ser.

Se eu fosse como as pessoas gostariam que eu fosse, eu seria mais político.

Posto que sempre acham que devemos sorrir mesmo quando não temos a mínima motivação para isso.

Se eu fosse como as pessoas gostariam que eu fosse, eu seria mais falso.

Posto que as pessoas adoram pessoas sinceras mesmo que seja uma sinceridade só externa. Ou uma falsidade honesta. Ou uma sinceridade mascarada. Ou uma falsidade disfarçada de sinceridade.Ou uma sinceridade falsa ou uma falsa sinceridade.

 Ou seja, sou quem pude tornar-me. Com irregularidades próprias, com as cicatrizes que nos servem de memória e ensino, com as defesas próprias de quem já enfrentou traições e mentiras, com os valores (sempre mutáveis) de quem já os define por si mesmo, com os amigos que mais se identificam conosco (muitas vezes quase chegando a serem espelhos nossos).

 Mas, também, com a certeza de que não quero ser quem eu, no passado, gostaria de tornar-me hoje. E de que não serei quem querem que eu seja senão seria um personagem interpretando.

Sou.Simplesmente. E pra mim. Somente.

Comentários em: "PONTO.E VÍRGULA, FINAL." (7)

  1. Thales, ainda estamos nos devendo aquele encontro. Belíssimo texto e me identifico bastante. As duas primeiras linhas já me são caras. Uma das minhas frases é “Sou o intervalo entre o que eu gostaria de ser e o que as pessoas esperavam que eu fosse”. Quando vi o começo do texto foi só mais uma confirmação do quanto compartilhamos em nossas viagens. Grande abraço, amigo ainda pessoalmente desconhecido.

  2. Caro Bruno, amigo de reflexões. Aspiramos ares semelhantes, talvez devido à experiências semelhantes. Talvez. Confirmaremos quando nos sentarmos para tomar um café e conversarmos. Sempre estaremos aquém do que esperam de nós. Sempre. Ou, seremos semi-deuses na mente da multidão. O que também é irreal. Para sermos quem somos, de fato, teremos que contrariar a expectativa do olhar do outro e, também, nos libertarmos de um ideal ocidental-cristão de um “santo” pelagiano. Forte abraço

  3. Meu caro Tales,
    Pensei que tivesse se esquecido deste amigo virtual,que lhe tem muito aprêço.Que bom que recebi algo seu !
    Por favor,continue a abençoar-me com sua inspirada capacidade de escrever !
    Saudades do amigo,saudades de um tempo que não tivemos.
    Forte abraço,
    Edson Barbosa

  4. Gleizy Gueiros disse:

    Olá Tales!!

    Surpresa boa, receber teus escritos!!!!
    Há bastante tempo não tinha o prazer de apreciar tua sensibilidade e leveza.
    O texto revela profundidade, busca por maturidade e tem conexões muito legais, com as nossa mais íntimas verdades.
    Abraços com saudade!
    Gleizy

  5. Gleyze, obrigado. Obrigado pela leitura e pelo registro.Saudades de vc tb, desejo que esteja muito bem. Abraços.

  6. Sue Réginis disse:

    Que texto realista!
    Que Deus t abençoe. bjs. Sue

  7. Obrigado, sue. Forte abraço. Beijos

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: