Um espaço para sermos …circunstancialmente…

Janeiro 2012, Barra de Camaratuba, PB.

Barra de Camaratuba, Litoral Norte da Paraíba. Interior. Daqui escrevo. Chegamos ontem para um final de semana prolongado com a família. Após 02 anos sem férias um simples final de semana se torna especial. Mesmo em casa. Se há oportunidade para uma viagem, melhor. Como diz minha filha, bom seria se pudéssemos ficar “40 dias e 40 noites” (ela usa essa expressão desde o dia que contei a ela a história de Noé. E que ele passou 40 dias e 40 noites num barco, cheio de animais).

Aqu, em especial, destaco as coisas que perdemos em nossa vida. Dois meninos, pré-adolescentes, nativos daqui, é que me ensinaram: Luan e “Santo” (apelido que sua vó colocou e que ele nem sabe porquê). Eles nos “rodearam” desde que chegamos. Ontem se ofereceram para lavar o carro. Eu, por preguiça (de que se eles é que iam lavar? Mas estava com preguiça e com preguiça a gente nega até trabalho para os outros) recusei. Hoje cedo, eles voltaram. E novamente se ofereceram… Hoje disse a eles que eu precisava ir na cidadezinha antes…perguntei quem queria ir comigo: os dois! Primeiro ensino: ainda existe isso na cidade? Entrar num carro com um estranho. Eles sequer pediram aos pais…eles entraram e foram comigo. No caminho continuaram me ensinando…

Falaram quem são…mostraram onde moram…do que gostam…cantaram…que preferem viver no interior que na cidade…que caçam na mata…pescam no rio e mar…que surfam…que estudam…que andam 09 km para ir e mais 09 Km para voltar da escola quando o ônibus escolar está quebrado…que não gostam muito do lanche da escola mas com fome topam tudo…contaram histórias do interior, pediram para parar o carro para subirem num pé de jaca para tirar uma para nós. Acabaram passando quase todo o dia conosco…foram ao passeio de uma trilha aquática conosco  onde se ensina sobre a preservação do caranguejo Uça e, no final do dia, nos perguntaram quando iríamos embora. E expressaram tristeza ao ouvirem que iríamos amanhã: “vocês vão perder tudo”, disseram.

Agora a noite…pensando no dia…vejo quanta perda temos diante do estilo de vida que escolhemos ter nas cidades. Fomos num restaurante jantar e o dono da pousada nos disse que não precisava fechar nada…ele também iria sair e deixaria tudo aberto. “Todo mundo aqui é conhecido…não tem nenhum problema”, nos disse. Assistia o Jornal Nacional agora a pouco noticiando o desaparecimento de muitas crianças no Brasil. Deborah (nossa filha. Hoje com 06 anos) também assistia e aproveitamos para ensiná-la sobre o perigo de falar e aceitar algo de estranhos. Mas…não foi o que fizemos hoje? Com Luan e Sandro não foi assim hoje? Só depois percebi minha incoerência (mais uma!).

Perdemos muita coisa quando decidimos abandonar a vida e irmos às cidades. Ao chamado “progresso”, “modernidade”. Perdemos simplicidade. Perdemos a capacidade de confiar. Perdemos uma vida sem pressa (ainda não olhei o relógio desde ontem). Perdemos o respeito pela natureza. Perdemos a educação e respeito pelos outros. Perdemos a tranqüilidade de podermos deixar nossas casas abertas. Perdemos liberdade tendo que pôr grades e cadeados em todos os lugares. O passeio/trilha aquática consiste em entrarmos num mangue e mergulharmos nele e irmos deixando a correnteza nos levar…saindo do mangue….indo para um grande rio…até chegarmos no mar…boiando…todos dentro d’água (sem barcos) …perdemos exatamente isso, a capacidade de simplesmente deixarmos a natureza nos levar…sem interrupções e atalhos criados, fabricados por nós. Perdemos. Tudo, como nos disse Luan.

Comentários em: "Nos caminhos do caranguejo…" (2)

  1. Muito bom o relato Tales, uma vez que nessas mínimas coisas que re-descobrimos a vida. E o melhor, ver a vida florescer em Débora, Luan e Santo!

  2. Gessinho disse:

    Muito bom, saudade de viver o simples, de viver!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: